Aprenda 15 maneiras de evitar espinhas no rosto

A acne é uma doença de pele comum que pode resultar em vários tipos de marcas na pele, como por exemplo, os cravos e espinhas. Apesar de na maioria das vezes esses serem problemas genéticos ou hormonais, existem muitas maneiras de evitar espinhas. 

Os dermatologistas identificaram quatro fatores que contribuem para o desenvolvimento desse tipo de acne:

  • a pele produzindo muito óleo, e isso obstrui os poros;
  • células mortas da pele que se acumulando, e também causam a obstrução dos poros;
  • a presença de uma bactéria chamada Propionibacterium acnes ( P. acnes ) nos poros;
  • e também algumas inflamações na pele

Apenas um médico ou dermatologista pode ajudar a identificar qual fator ou combinação de fatores está causando acne em sua pele. No entanto, muitos métodos de tratamento e prevenção são semelhantes, independentemente da causa. Por isso, separamos alguns cuidados diários para que você inclua em sua rotina para evitar espinhas no rosto.

máscara facial para evitar espinhas

Quinze maneiras de evitar espinhas

Há muitas coisas que uma pessoa pode fazer para evitar espinhas e outras formas de acne, incluindo:

1. Lave o rosto duas vezes por dia

A acne raramente é o resultado de um rosto sujo, ao contrário da crença popular. No entanto, é importante remover o excesso de sujeira e óleo da pele lavando regularmente. Por isso, lavar o rosto duas vezes por dia e não estourar espinhas ajudará a melhorar a aparência da pele.

Muitas pessoas preferem usar um limpador suave e água morna, mas existem diversas outras maneiras de lavar a pele oleosa. 

Além disso, nada de lavar o rosto demais, pois isso pode fazer com que a pele fique seca, o que pode agravar as espinhas. Por isso, a aplicação de um hidratante sem óleo após a lavagem pode evitar que a pele fique muito seca.

2. Não esfregue a pele duramente a lavagem 

Algumas pessoas esfregam a pele com panos ásperos ou lenços. Isso pode irritar a pele e causar inflamação, piorando as acnes.

Por isso o ideal para evitar espinhas é a aplicação de um limpador suave com as mãos limpas ou uma escova macia para uso no rosto. 

3. Mantenha o cabelo limpo

Acredite, o excesso de óleo no cabelo pode ir para a sua pele do rosto e isso pode influenciar para o aparecimento de acnes. Por isso, lavar o cabelo regularmente pode impedir que a acne se desenvolva, especialmente perto da linha do cabelo.

Além disso, evite utilizar produtos como gel de cabelo ou spray no rosto. Estes também podem entupir os poros e causar acnes. 

4. Jamais esprema ou estoure as espinhas

Pode ser tentador espremer uma espinha, mas isso geralmente resulta em inflamação e cicatrizes.

Para reduzir a aparência de manchas, use cremes de tratamento tópico. Eles podem levar algum tempo para trabalhar, mas também podem impedir a formação de novas espinhas.

5. Aplique tratamentos tópicos

Como falamos anteriormente, o uso de cremes de tratamentos  de uso tópico, como cremes ou soros, podem reduzir as crises, principalmente quando tendem a ocorrer em determinadas áreas.

As seguintes áreas problemáticas são comuns:

  • o queixo
  • o nariz
  • a testa

Os melhores ativos para tratar e evitar espinhas são ácido salicílico ou peróxido de benzoíla. Esses produtos não são tão potentes quanto os tratamentos com receita médica, mas podem ajudar a prevenir a acne leve e reduzir as fugas.

6. Considere o uso de retinóides de uso tópicos

Os retinóides de uso tópicos são produtos que contêm medicamentos derivados da vitamina A, e os dermatologistas os prescrevem para minimizar e evitar espinhas. Esses tratamentos também podem se livrar do excesso de células mortas da pele e reduzir a inflamação.

A maioria dos retinóides de uso tópicos só está disponível mediante receita médica, incluindo tretinoína (Retin-A, Renova) e tazaroteno (Tazorac).

7. Converse com um dermatologista sobre antibióticos

Antibióticos de uso tópicos também podem combater o aparecimento excessivo de bactérias P. acne na pele. Exemplos de antibióticos que tratam a acne inflamatória incluem eritromicina e clindamicina, disponíveis mediante receita médica.

Uma pessoa pode identificar acne inflamatória por sua aparência muito vermelha e irritada. Também pode ser doloroso.

8. Converse com um médico sobre pílulas hormonais

As pílulas anticoncepcionais também são usadas em muitos casos para evitar espinhas. Isso porque elas ajudam a regular os hormônios que podem piorar a acne.

No entanto, essas pílulas trazem riscos, por isso é essencial revisar os benefícios e efeitos colaterais antes de tomar a decisão de utilizar esses medicamentos.

Além disso, a espironolactona, um medicamento frequentemente usado para tratar a pressão alta, também pode ajudar nos casos de acne grave. No entanto, a espironolactona tem muitos efeitos colaterais possíveis, por isso é melhor falar com um médico para que ele indique qual o melhor tratamento.

9. Reduzir os alimentos ligados à acne

cuidar da alimentação para evitar espinhas

Os médicos não têm certeza da conexão entre alimentos e acne. No entanto, muitos estudos revelaram que alguns alimentos podem desencadear acne em certos pacientes. Alimentos com um alto índice glicêmico, por exemplo, podem aumentar o risco de desenvolver ou piorar a acne.

Esses alimentos potencialmente problemáticos são açucarados e ricos em carboidratos. Alguns exemplos desses alimentos incluem:

  • doces
  • bolos
  • tortas
  • chocolates 
  • alimentos fritos 
  • refrigerantes 

Além disso, os produtos lácteos, especialmente o leite desnatado, também podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver acne.

Por isso, é interessante fazer um teste, reduzindo esses alimentos para perceber se isso te ajuda a evitar espinhas. 

10. Use protetor solar todos os dias 

Não é segredo para ninguém que tanto o sol quanto a luz visível tem muitos efeitos prejudiciais sobre a pele. Queimaduras solares, por exemplo, também podem levar a uma superprodução de óleos que pioram a acne.

Por isso. o uso de filtro solar sem óleo com um fator de proteção de pelo menos 15 pode ajudar a prevenir queimaduras solares e acne exacerbada.

11. Considere terapias com luz ou laser para evitar espinhas

Um dermatologista ou esteticista pode fornecer essas terapias, que visam reduzir a presença de bactérias P. acne na pele.

12. Evite produtos para a pele que contenham óleo

Outra boa dica é evitar produtos para a pele que contenham óleo pode ajudar a prevenir espinhas.

Os produtos para a pele que contêm óleo, podem entupir os poros e influenciar no aparecimento de espinhas. Esses produtos costumam ser usados ​​em peles secas ou maduras que podem não ter tanto óleo natural.

Por isso, mesmo que sua pele for muito seca, escolha os produtos que não contenham óleo. Geralmente  esses produtos são rotulados como “não comedogênicos”.

Além disso, as máscaras de argila também são ótimas opções para controlar a oleosidade da pele e eliminar os cravos e espinhas. 

13. Tenha cuidado com o excesso de esfoliação

esfoliação para evitar espinhas

Sabemos que a esfoliação é o processo de remoção de células mortas da pele, e que isso é muito bom para desobstruir os poros e evitar acnes. Mas acredite, o excesso de esfoliação pode ser muito prejudicial para a sua pele.

Isso acontece porque quando uma pessoa retira muito óleo natural da pele, a pele pode compensar produzindo mais óleo, que obstrui os poros e leva a mais espinhas. Isso se chama efeito rebote da oleosidade. 

Se uma pessoa estiver esfoliando demais, a pele pode ficar irritada ou sentir-se muito tensa após a lavagem.

14. Reduza o estresse para evitar espinhas

Muitas pessoas não sabem, mas o estresse geralmente causa inflamação,  e isso pode piorar bastante o aspecto das acnes, causando irritação e vermelhidão no local afetado. 

Abaixo estão alguns meios de reduzir o estresse que podem ajudar a prevenir a acne:

  • meditando
  • praticando exercício físicos 
  • praticando yoga regularmente 
  • relaxando antes de dormir, para isso você pode ler um bom livro ou tomar um banho relaxante 
  • passar um tempo na natureza
  • envolver-se em hobbies

15. Mantenha os produtos de cuidados faciais limpos

Além de manter a pele sempre higienizada, esponjas, pincéis de maquiagem e faciais devem ser limpos regularmente com água e sabão para evitar o acúmulo de bactérias, o que pode levar a surtos.

Certifique-se de que as escovas sequem completamente antes de guardar ou usar.

Como você pode ser, existem inúmeras maneiras de controlar a oleosidade da pele e manter a pele livre de cravos e espinhas. 

Mas se nenhum desses métodos apresentar melhora de 6 a 8 semanas, não deixe de consultar um dermatologista para obter mais recomendações direto de um profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *